Login
Senha
Procurar

Buscar: Contenha todas as palavras Procurar Tudo Somente Título Somente Conteúdo
Período: até Igreja: Depto.: Limite:
Formato: DD/MM/AAAA Formato: DD/MM/AAAA

Fazendo amigos para Deus - Lição 5
Para Ipiranga Central (Escola Sabatina), em 31/07/2020.
Olá queridos amigos e irmãos em Cristo. Paz seja com todos. Logo abaixo você encontra todo o conteúdo que iremos debater na live desse sábado, em nossa Escola Sabatina Online. Tema da semana: Capacitação do Espírito para testemunhar. O resumo dessa lição possui textos bíblicos, espírito de profecia e a Infolição. Para ver a Infolição maior, basta clicar nela. Desfrutem desse conteúdo, e que Deus os abençoem! Sábado, 25 de julho - Capacitação do Espírito para testemunhar “Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus.” Atos 4:31 (ARA) O Espírito Santo os habilitaria a compartilhar a mensagem da cruz com um poder que transformaria pessoas e mudaria o mundo. Ele tornou eficaz o testemunho daqueles homens. Em poucas décadas, o evangelho impactou o mundo todo. O livro de Atos declara que aqueles primeiros cristãos alvoroçaram o mundo (At 17:6, ARC). Domingo, 26 de julho - Jesus e a promessa do Espírito Santo “Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim; e vós também testemunhareis, porque estais comigo desde o princípio.” João 15:26-27 (ARA) O Espírito Santo está ao nosso lado para nos guiar às pessoas que buscam com sinceridade a salvação. Ele prepara o coração delas antes mesmo de nós as encontrarmos. Ele guia nossas palavras, traz convicção à mente dos pecadores que buscam o perdão e os fortalece para corresponder à Sua influência. O Espírito Santo testifica ou testemunha de Jesus. Seu objetivo final é levar a Jesus o maior número possível de pessoas. Sua missão é glorificar a Cristo. Nessa função, Ele convence os cristãos de sua responsabilidade de testemunhar. Ele abre nossos olhos para que vejamos as possibilidades nas pessoas e atua nos bastidores para criar receptividade à mensagem do evangelho. Segunda, 27 de julho - Uma igreja capacitada “Da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum. Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.” Atos 4:32-33 (ARA) O livro de Atos é a história de cristãos consagrados, cheios do Espírito Santo, impactando o mundo em favor de Cristo. Eles foram completamente dependentes do Espírito Santo para alcançar resultados miraculosos. Quer fosse uma única pessoa como Lídia, o carcereiro de Filipos, uma escrava possuída por demônios ou o eunuco etíope, Lucas percebeu e registrou a atuação do Espírito Santo no coração das pessoas. O ponto importante aqui é que, por trás dos grandes números, havia indivíduos; cada um era um filho de Deus por quem Jesus Cristo havia morrido. Certamente, gostamos de grandes números, mas, no fim, testemunhar é geralmente um esforço individual, de coração a coração. Terça, 28 de julho - O Espírito Santo e o testemunho “Quando, porém, comecei a falar, caiu o Espírito Santo sobre eles, como também sobre nós, no princípio. Então, me lembrei da palavra do Senhor, quando disse: João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo.” Atos 11:15-16 (ARA) O diversificado ministério do Espírito Santo no primeiro século foi realmente maravilhoso. As experiências mencionadas são apenas uma amostra de Sua atuação. Ele fortaleceu Estevão para que testemunhasse de Seu Senhor diante de uma multidão implacável e descontrolada que o apedrejou até a morte. Ele guiou Filipe miraculosamente a um etíope influente, que buscava a verdade, a fim de abrir o continente africano para o evangelho. Ele deu a Pedro um sinal de confirmação quando os cristãos gentios também receberam o dom do Espírito Santo. Ele uniu a igreja numa época em que ela poderia facilmente ter se dividido acerca da questão da circuncisão e, por meio do apóstolo Paulo, abriu todo o continente europeu à pregação do evangelho. Quarta, 29 de julho - O Espírito Santo, a Palavra e o testemunho “Porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo.” 2 Pedro 1:21 (ARA) Os discípulos proclamaram a Palavra de Deus, não a palavra deles. A Palavra inspirada era o fundamento de sua autoridade. A Bíblia tem poder para transformar porque o mesmo Espírito que a inspirou muda nossa vida quando a lemos. Quando compartilhamos a Palavra, o Espírito atua para transformar vidas mediante a Palavra que Ele inspirou. O Senhor prometeu abençoar Sua Palavra, não as nossas palavras. O poder está na Bíblia, não na especulação humana. Quinta, 30 de julho - O poder transformador do Espírito Santo “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.” Atos 1:8 (ARA) O Espírito Santo encontra pessoas onde elas estão, mas Ele não as deixa ali. Em Sua presença, elas são transformadas. Esses relatos de casos revelam que, ao testemunharmos de Cristo e compartilharmos Sua Palavra, o Espírito Santo fará coisas notáveis na vida das pessoas, de qualquer origem, cultura, educação e crença. Não podemos nem devemos fazer suposições sobre quem pode ou não ser alcançado. Nossa obra é testemunhar a todos os que entrarem em nosso caminho. O Senhor fará o restante. Sexta, 31 de julho - Estudo adicional "Espírito, vivificará a consciência e transformará a vida. Uma pessoa pode ser capaz de apresentar a letra da Palavra de Deus, pode estar familiarizada com todos os seus mandamentos e promessas; mas a menos que o Espírito Santo impressione o coração com a verdade, alma alguma cairá sobre a Rocha e se despedaçará. A mais esmerada educação, as maiores vantagens, não podem tornar uma pessoa um veículo de luz sem a cooperação do Espírito de Deus." (DTN, p.672) Ao testemunharmos por Jesus, é crucial lembrar que estamos cooperando com o Espírito Santo. Ele vai antes de nós, preparando corações para receber a mensagem do evangelho. Ele está conosco, influenciando as mentes enquanto realizamos atos de bondade, compartilhamos nosso tes-temunho, conduzimos estudos bíblicos, doamos livros repletos de verdades ou participamos de projetos de evangelismo. Ele continuará trabalhando no coração das pessoas muito tempo depois de partirmos, fazendo o que for necessário para levá-las ao conhecimento da salvação.
Fazendo amigos para Deus - Lição 4
Para Ipiranga Central (Escola Sabatina), em 25/07/2020.
Olá queridos amigos e irmãos em Cristo. Paz seja com todos. Logo abaixo você encontra todo o conteúdo que iremos debater na live desse sábado, em nossa Escola Sabatina Online. Tema da semana: O poder da oração intercessória. O resumo dessa lição possui textos bíblicos, espírito de profecia e a Infolição. Para ver a Infolição maior, basta clicar nela. Desfrutem desse conteúdo, e que Deus os abençoem! Sábado, 18 de julho - O poder da oração intercessória "Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo." Tiago 5:16 Os membros da igreja do Novo Testamento sentiam a necessidade de orar. “Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a Palavra de Deus” (At 4:31). Observe que os discípulos oraram. Eles ficaram cheios do Espírito Santo e depois anunciaram a Palavra de Deus com intrepidez e confiança. Domingo, 19 de julho - Uma luta cósmica "Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." Efésios 6:12 Considere esta declaração com atenção: “Faz parte do plano de Deus nos conceder, em resposta à oração da fé, o que Ele não daria se não pedíssemos assim” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 525). Na guerra entre o bem e o mal, a oração faz a diferença. Quando oramos por alguém que não conhece a Cristo, a oração abre canais de bênção divina para fluir na vida dessas pessoas. Deus honra nossa escolha de orar por elas e atua ainda mais poderosamente em favor delas. Segunda, 20 de julho - Jesus: o poderoso Intercessor "Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo! Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos. Ele, porém, respondeu: Senhor, estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte. Mas Jesus lhe disse: Afirmo-te, Pedro, que, hoje, três vezes negarás que me conheces, antes que o galo cante." Lucas 22:31-34 Satanás conhecia o potencial de Pedro para o avanço do reino de Deus. Planejava fazer todo o possível para destruir a influência positiva desse discípulo de Jesus na igreja cristã. Mas em todas as suas tentações, Jesus estava orando por Pedro, e as orações do Mestre foram respondidas. Que realidade emocionante reconhecer que o Salvador também ora por nós. Ele nos convida a nos juntar a Ele nessa obra de oração intercessória e apresentar outros nominalmente diante de Seu trono. Terça, 21 de julho - As orações intercessórias de Paulo "Dou graças ao meu Deus por tudo que recordo de vós, fazendo sempre, com alegria, súplicas por todos vós, em todas as minhas orações, pela vossa cooperação no evangelho, desde o primeiro dia até agora. Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus." Filipenses 1:3-6 A oração de Paulo pelos cristãos efésios é notável. Ele orou para que Deus lhes desse sabedoria e discernimento espiritual, que iluminasse a mente deles com a verdade e lhes desse a esperança da vida eterna. Ele também orou para que experimentassem a poderosa atuação do poder de Deus. O Senhor é tão poderoso, tão forte, que ressuscitou Jesus dentre os mortos, um evento que estabeleceu o fundamento de sua esperança de vida eterna Nele. Quarta, 22 de julho - Poderes invisíveis em atuação "Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia." Daniel 10:12-13 Se o príncipe da Pérsia representa Satanás, quem é Miguel? O termo Miguel é usado cinco vezes na Bíblia (Ap 12:7; Jd 9; Dn 10:13, 21; 12:1). Um estudo dessas passagens revela que Miguel (que significa “Quem é como Deus”) é outro termo para descrever Jesus como o Comandante de todos os anjos em combate direto contra Satanás. Embora às vezes não vejamos, Cristo atua para responder também às nossas orações de intercessão. Ele é um Salvador poderoso. Nenhuma de nossas orações passa despercebida. Quinta, 23 de julho - O foco da oração "Pois o SENHOR, por causa do seu grande nome, não desamparará o seu povo, porque aprouve ao SENHOR fazer-vos o seu povo. Quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o SENHOR, deixando de orar por vós; antes, vos ensinarei o caminho bom e direito. Tão-somente, pois, temei ao SENHOR e servi-o fielmente de todo o vosso coração; pois vede quão grandiosas coisas vos fez." 1 Samuel 12:22-24 Tanto Samuel quanto Jó enfatizaram a necessidade de intercessão fervorosa, sincera e específica. As palavras de Samuel são bastante fortes: “Quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o Senhor, deixando de orar por vós” (1Sm 12:23). Quase ouvimos o eco da oração de Samuel nas palavras de Jó: “Se alguém pudesse contender com Deus pelo homem, como o filho do homem pelo seu amigo!” (Jó 16:21, ARC). Suplicar a Deus por homens e mulheres que não conhecem a Cristo é a nossa obra. Sexta, 24 de julho - Estudo adicional “Anjos ministradores aguardam ao pé do trono para obedecer instantaneamente ao mando de Jesus Cristo no responder a toda oração feita em sinceridade, com fé viva” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 2, p. 377) “A oração da fé nunca se perde; mas dizer que será sempre atendida do modo exato e de acordo com aquilo que esperamos especificamente é presunção” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 1, p. 231). Que incentivo isso nos dá ao interceder pelo nosso cônjuge que não conhece a Cristo ou por nossos filhos e filhas, parentes, amigos e colegas de trabalho! Nenhuma oração sincera é perdida. Nem sempre vemos respostas nas pessoas pelas quais oramos, mas Deus move o coração delas de maneiras que saberemos somente na eternidade.
Fazendo amigos para Deus - Lição 3
Para Ipiranga Central (Escola Sabatina), em 17/07/2020.
Olá queridos amigos e irmãos em Cristo. Paz seja com todos. Logo abaixo você encontra todo o conteúdo que iremos debater na live desse sábado, em nossa Escola Sabatina Online. Tema da semana: Olhando as pessoas pelos olhos de Jesus. O resumo dessa lição possui textos bíblicos, espírito de profecia e a Infolição. Para ver a Infolição maior, basta clicar nela. Desfrutem desse conteúdo, e que Deus os abençoem! Sábado, 11 de julho - Olhando as pessoas pelos olhos de Jesus "E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens." Mateus 4:19 Jesus via todos os homens e mulheres como pessoas que podiam ser conquistadas para Seu reino. Ele enxergava cada um pelos olhos da compaixão divina. Fossem eles judeus ou gentios, homens ou mulheres, um ladrão na cruz, um centurião ou um louco possuído por demônios, Jesus via o potencial dado por Deus a essas pessoas e as enxergava pelos olhos da salvação. Domingo, 12 de julho - O segundo toque "Então, chegaram a Betsaida; e lhe trouxeram um cego, rogando-lhe que o tocasse. Jesus, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia e, aplicando-lhe saliva aos olhos e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe: Vês alguma coisa? Este, recobrando a vista, respondeu: Vejo os homens, porque como árvores os vejo, andando. Então, novamente lhe pôs as mãos nos olhos, e ele, passando a ver claramente, ficou restabelecido; e tudo distinguia de modo perfeito." Marcos 8:22-25 Os amigos daquele homem apelaram humildemente a Jesus, acreditando que Ele tinha tanto o desejo quanto o poder para ajudá-lo. Pode ser que o homem não acreditasse que Jesus poderia curá-lo, mas seus amigos criam no poder do Senhor. Por vezes, devemos levar outros a Jesus nas asas da nossa fé. Segunda, 13 de julho - Uma lição de aceitação "Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. Eu sei, respondeu a mulher, que há de vir o Messias, chamado Cristo; quando ele vier, nos anunciará todas as coisas. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo." João 4:23-26 Considerando essas diferenças teológicas com os samaritanos, os discípulos devem ter ficado perplexos quando Jesus escolheu a rota samaritana para a Galileia. Eles ficaram surpresos de que Cristo não Se deixou levar por um debate religioso. Ele apelou diretamente ao desejo da mulher samaritana por aceitação, amor e perdão. Terça, 14 de julho - Comece onde você está "Era André, o irmão de Simão Pedro, um dos dois que tinham ouvido o testemunho de João e seguido Jesus. Ele achou primeiro o seu próprio irmão, Simão, a quem disse: Achamos o Messias (que quer dizer Cristo), e o levou a Jesus. Olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, o filho de João; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro)." João 1:40-42 A arte de efetivamente ganhar pessoas é a arte de desenvolver relacionamentos positivos e amorosos. Pense nas pessoas mais próximas a você que podem não conhecer Jesus. Elas veem em você alguém compassivo e atencioso? Elas veem em você uma paz e um propósito pelo qual anseiam? Sua vida é uma propaganda em favor do evangelho? Fazemos amigos para Deus ao compartilharmos Jesus. Quarta, 15 de julho - Lidar com pessoas difíceis "Ninguém caiu tão fundo, ninguém é tão vil, que não possa encontrar libertação em Cristo. O endemoninhado, em lugar de uma oração, só pôde proferir as palavras de Satanás; todavia, foi ouvido o mudo apelo do coração. Nenhum grito de uma alma em necessidade, embora deixe de ser expresso em palavras, ficará desatendido." (EGW, DTN - Pag. 259) Peça ao Senhor que torne você sensível ao ministério do Espírito Santo na vida de outras pessoas. Ore pedindo que Deus lhe dê o segundo toque e abra seus olhos para as oportunidades espirituais que Ele coloca em seu caminho a fim de compartilhar sua fé. Busque ao Senhor para que Ele lhe dê olhos que vejam, coração sensível e disposição de compartilhar o Cristo que está em seu coração, e você estará em uma emocionante jornada. Quinta, 16 de julho - Percebendo oportunidades providenciais "Seguindo eles caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que seja eu batizado? [Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.] Então, mandou parar o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco." Atos 8:36-38 “Um anjo guiou Filipe àquele que procurava a luz e que estava pronto para receber o evangelho; e hoje anjos guiarão os passos dos obreiros que permitirem ao Espírito Santo santificar sua língua e educar e enobrecer seu coração. O anjo enviado a Filipe poderia ter ele mesmo feito a obra pelo etíope, mas essa não é a maneira de Deus agir. Seu plano é que homens e mulheres trabalhem por seus semelhantes” (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 109). Sexta, 17 de julho - Estudo adicional "Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor. E, então, se dirigiu a seus discípulos: A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara." Mateus 9:36-38 Por que não fazer esta oração? “Senhor, estou disposto a ser usado para o avanço do Seu reino. Abra meus olhos para que eu veja as oportunidades providenciais que Tu colocas diante de mim todos os dias. Ensina-me a ser sensível às pessoas ao meu redor. Ajuda-me a falar palavras de esperança e encorajamento e a compartilhar Seu amor e Sua verdade com aqueles com quem entro em contato todos os dias”. Se você fizer essa oração, Deus fará coisas extraordinárias em sua vida.
Fazendo amigos para Deus - Lição 2
Para Ipiranga Central (Escola Sabatina), em 10/07/2020.
Olá queridos amigos e irmãos em Cristo. Paz seja com todos. Logo abaixo você encontra todo o conteúdo que iremos debater na live desse sábado, em nossa Escola Sabatina Online. Tema da semana: Testemunhas cativantes: o poder do testemunho pessoal. O resumo dessa lição possui textos bíblicos, espírito de profecia e a Infolição. Para ver a Infolição maior, basta clicar nela. Desfrutem desse conteúdo, e que Deus os abençoem! Sábado, 4 de julho - Testemunhas cativantes: o poder do testemunho pessoal "Nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos" (Atos 4:20) Há um poder incomum no testemunho pessoal. Quando nosso coração é enternecido pelo amor de Cristo e somos transformados por Sua graça, temos algo significativo a dizer sobre Ele. Uma coisa é compartilhar o que Jesus fez por outra pessoa. Outra coisa bastante diferente é compartilhar o que Ele fez por nós. Domingo, 5 de julho - Testemunhas improváveis "Indo ter com Jesus, viram o endemoninhado, o que tivera a legião, assentado, vestido, em perfeito juízo; e temeram. Os que haviam presenciado os fatos contaram-lhes o que acontecera ao endemoninhado e acerca dos porcos. E entraram a rogar-lhe que se retirasse da terra deles. Ao entrar Jesus no barco, suplicava-lhe o que fora endemoninhado que o deixasse estar com ele. Jesus, porém, não lho permitiu, mas ordenou-lhe: Vai para tua casa, para os teus. Anuncia-lhes tudo o que o Senhor te fez e como teve compaixão de ti. Então, ele foi e começou a proclamar em Decápolis tudo o que Jesus lhe fizera; e todos se admiravam." Marcos 5:15-20 O evangelho de Marcos registra: “Indo ter com Jesus, viram o endemoninhado, o que tivera a legião, assentado, vestido, em perfeito juízo; e temeram” (Mc 5:15). O homem estava são novamente – física, mental, emocional e espiritualmente. A essência do evangelho é restaurar pessoas destruídas pelo pecado à plenitude para qual Cristo as criou. Segunda, 6 de julho - Proclamando o Cristo ressurreto "Havendo ele ressuscitado de manhã cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual expelira sete demônios. E, partindo ela, foi anunciá-lo àqueles que, tendo sido companheiros de Jesus, se achavam tristes e choravam. Estes, ouvindo que ele vivia e que fora visto por ela, não acreditaram." Marcos 16:9-11 Depois que Maria encontrou o Cristo ressurreto, ela correu para contar a história. Boas notícias devem ser compartilhadas, e ela não podia ficar calada. Cristo estava vivo! Seu túmulo estava vazio, e o mundo devia saber disso! Depois de encontrarmos o Cristo ressurreto ao longo da estrada da vida, também precisamos correr para contar a história! Terça, 7 de julho - Vidas transformadas fazem a diferença "Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus." Atos 4:11-13 “No momento em que uma pessoa aceita a Cristo, em seu coração nasce um desejo de apresentar aos outros o precioso Amigo que encontrou em Jesus Cristo; a verdade salvadora e santificadora não pode ficar escondida em seu coração” (p. 78) Quarta, 8 de julho - Compartilhando nossa experiência "Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim." Gálatas 2:20 Testemunhar nunca se trata de nós. Sempre se trata Dele. Ele é o Deus que perdoa nossas iniquidades, cura nossas enfermidades, coroa-nos de graça e misericórdia e nos farta de bens (Sl 103:3-5). Testemunhar é simplesmente compartilhar a história de Sua maravilhosa graça em nós. É um testemunho de nosso encontro pessoal com o Deus de graça maravilhosa. Quinta, 9 de julho - O poder de um testemunho pessoal "Porque tudo isto é do conhecimento do rei, a quem me dirijo com franqueza, pois estou persuadido de que nenhuma destas coisas lhe é oculta; porquanto nada se passou em algum lugar escondido. Acreditas, ó rei Agripa, nos profetas? Bem sei que acreditas. Então, Agripa se dirigiu a Paulo e disse: Por pouco me persuades a me fazer cristão." Atos 26:26-28 Agripa era cínico, cético, endurecido e realmente indiferente a qualquer sistema genuíno de valores. Ao contrário dele, Paulo estava cheio de fé, comprometido com a verdade e firme na defesa da justiça. O contraste entre os dois homens não poderia ser mais evidente. Sexta, 10 de julho - Estudo adicional “O Salvador sabia que nenhum argumento, embora lógico, abrandaria corações endurecidos nem atravessaria a crosta da mundanidade e do egoísmo. Sabia que os discípulos precisavam receber o dom celestial; que o evangelho só seria eficaz se fosse proclamado por corações entusiasmados e lábios eloquentes, capacitados pelo vivo conhecimento Daquele que é o caminho, a verdade e a vida” (Atos dos Apostolos, p. 31) Há quem pense que dar seu testemunho seja tentar convencer os outros das verdades que descobriram na Palavra de Deus. Embora seja importante, no momento oportuno, compartilhar as verdades bíblicas, nosso testemunho pessoal tem muito mais a ver com a libertação da culpa, a paz, a misericórdia, o perdão, a força, a esperança e a alegria que encontramos no dom da vida eterna que Jesus oferece gratuitamente.
Nota - Devolução de dízimos e ofertas
Para Ipiranga Central (Mordomia Cristã), em 21/03/2020.
Olá irmãos. Como muitos sabem, estamos enfrentando dificuldades globais quanto ao covid-19, mais conhecido como corona vírus. A Igreja Adventista do Sétimo Dia passou recomendações a todas as suas igrejas quanto à suspensão dos cultos presenciais. Mas isso não impossibilita a adoração a Deus por meio da devolução dos dízimos e ofertas. Vamos descrever aqui as formas que você pode aderir para devolver o percentual de bençãos que Deus derrama sobre sua vida continuamente. Para quem tem conta corrente e acesso ao internet banking de sua instituição financeira, é possível realizar a transferência eletrônica diretamente pelo site ou pelo aplicativo de seu banco. Basta transferir para o Banco Bradesco, agência 3499, conta corrente 300442-2, União Central Brasileira das  IASD, CNPJ 55.233.019/0047-52. No comprovante do dízimo e ofertas escreva a quantia de cada devolução, assine e envie uma foto do comprovante para a tesoureira Michelle. Você também pode devolver seus dízimos e ofertas através de um ambiente seguro e automatizado chamado 7me. Basta acessar a loja de aplicativos de seu celular e digitar 7me. Instale o aplicativo e entre com seus dados de acesso. Desta forma, você envia os valores e recebe o recibo automaticamente, sem envolver a tesouraria da igreja nesse processo, garantindo a integridade física de todos. Para maiores informações e dúvidas, entre em contato com a secretária Viviane. Mas se você optar por devolver o dízimo e a oferta pessoalmente, basta entrar em contato com a tesoureira Michelle ou com o primeiro ancião Ocimar. Eles designarão alguém responsável e seguindo devidamente as normas da vigilância sanitária para receber o dízimo e a oferta da forma mais segura possível para todos os fiéis, principalmente os idosos. Devolver a parte a que pertence ao Senhor é um ato de adoração, além de garantir a continuidade da propagação do evangelho para que Jesus logo venha. Contamos com a colaboração de todos e deixamos uma citação da escritora Ellen White: "A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo da alma, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus." (Educação, pág. 57)

B.I.S. Online
Um canal de comunicação da IASD Ipiranga Ribeirão
Logado no distrito Ipiranga.
Clique aqui para acessar o material de apoio e as dúvidas mais frequentes.